Dr. Érico Diógenes | Urologista especialista em Cirurgia Robótica
  • 0

A vasectomia é um procedimento urológico realizado em homens, com o intuito de controlar a natalidade e, desse modo, o planejamento familiar. É um tratamento feito por homens que não desejam ter filhos, tornando-se estéreis, mas sem interferir na produção dos hormônios masculinos ou causando-lhes alguma impotência sexual.

Como é feita a vasectomia?

Também chamado de laqueadura masculina, o procedimento é feito por um médico urologista, que realiza uma incisão em cada lado da bolsa testicular, cortando os ductos ou canais deferentes e os bloqueando através de canais de sutura, interrompendo o fluxo de  espermatozoides durante a ejaculação. O homem segue ejaculando, porém, nesse líquido ejaculatório há sêmen e não a presença de é gametas. É um procedimento de rápida duração e, normalmente, o paciente recebe alta no mesmo dia.

E a reversão da vasectomia, como é feita?

Em média 5% dos homens vasectomizados procuram o urologista para reverter a vasectomia. Essa decisão pode ser decorrente do interesse em ser novamente fértil, do desejo de ter novos filhos com a parceira, de um novo relacionamento, da perda de um filho, entre outros. De qualquer modo, a reversão da vasectomia é totalmente viável.

A cirurgia de reversão de vasectomia é uma cirurgia que deve ser realizada microscopicamente, para garantir a maior chance de sucesso e os bons resultados do procedimento. Com o uso do microscópio cirúrgico, os canais deferentes anteriormente cortados são novamente conectados à bolsa escrotal, para que os espermatozoides possam ser novamente ejaculados.

Um fator que exerce grande influência no resultado da reversão é há quanto tempo a vasectomia foi realizada. As chances de sucesso são maiores quando o tempo entre a vasectomia e sua reversão é menor.

Pacientes que fizeram a reversão em até 3 anos após o primeiro procedimento apresentam maiores chances de recuperarem a sua fertilidade e da mulher engravidar. Homens que fizeram em um tempo igual ou superior ao de 15 anos possuem menos chances e, a depender também da idade fértil da parceira, pode ser desencorajado quanto à reversão, sendo apresentado a métodos alternativos para que o casal engravide.

Quais os cuidados pós-operatórios?

É importante manter-se em repouso nos primeiros dias após a reversão da vasectomia. É também fundamental que no período pós-operatório o paciente evite a ejaculação e as relações sexuais por quarenta dias, para permitir a cicatrização dos canais deferentes. Após esse tempo o paciente será submetido a um espermograma. Medicamentos para a dor podem ser administrados nos primeiros dias, para aliviar o desconforto.

Raramente a reversão da vasectomia traz qualquer complicação grave ao paciente. Você tem alguma dúvida sobre a reversão da vasectomia?

Agende sua consulta com o Dr. Érico Diógenes. Clique Aqui.

Leia mais conteúdos:

> Litíase Renal. Quais os tipos.

> A Importância do Check up urológico.

Pedra nos rins, uma das maiores dores que o ser humano pode sentir.

Como prevenir o Câncer de Próstata.

Pedra nos Rins. Sintomas e Tratamentos.

O que é vasectomia?

Câncer de próstata: cirurgia aberta, laparoscópica ou robótica?

Cálculo renal, atinge homens e mulheres.


Ebook sobre Cirurgia Robótica em urologia.

Quem é o Dr. Érico Diógenes?

Já é paciente do Dr. Érico Diógenes? Deixe sua avaliação no Google Aqui.

Você está com uma emergência urológica? Acesse nosso site.

Adicionar comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Entrar em contato